30 outubro 2017

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) exige, por parte dos estabelecimentos que comercializam alimentos, o cumprimento de diversos requisitos de qualidade e normas para garantir a segurança dos consumidores.

Entretanto, muitos estabelecimentos encontram dificuldades em evitar a perda de matérias-primas, seja por estoque inadequado, seja por perda de validade.

Neste artigo, vamos ajudar a entender o que é segurança de alimentos e a importância dela para o seu comércio. Boa leitura!

Quais as diferenças entre segurança de alimentos e segurança alimentar?

Muitas pessoas acreditam que segurança de alimentos é o mesmo que segurança alimentar, contudo existe uma grande diferença entre elas.

A segurança de alimentos, definida anteriormente, é feita em níveis industrial e comercial (bares, restaurantes ou padarias), e até mesmo em casa.

Segurança alimentar é uma questão de saúde pública e trata-se de projetos relacionados à qualidade nutricional e disponibilidade de alimentos para determinada população.

Um exemplo disso é a implementação da pirâmide alimentar por diversos países, tendo como função auxiliar o cidadão na escolha de alimentos adequados para uma dieta equilibrada. Dessa maneira, há a diminuição de doenças relacionadas às dietas não adequadas (por exemplo: diabetes, hipertensão e obesidade).

O que é segurança de alimentos?

De acordo com o Codex Alimentarius, um alimento seguro é aquele que proporciona segurança no seu consumo. Esse alimento não deve causar dano ao consumidor quando preparado ou ingerido intencionalmente.

Para evitar as toxinfecções alimentares, o produto não pode conter qualquer contaminante que coloque em risco a saúde do consumidor. São eles:

  • contaminantes físicos (metais, plásticos, fragmentos de insetos ou roedores);
  • contaminantes químicos (sanitizantes, drogas veterinárias, pesticidas e metais pesados);
  • contaminantes biológicos (bactérias, fungos, toxinas e vírus).

Qual a importância para o meu negócio?

A gestão da segurança de alimentos no seu negócio impacta diretamente nos custos e na conformidade com a legislação. A importância está em:

Evitar a perda de alimentos

O prazo de validade dos alimentos sempre deve ser respeitado. Além disso, cada alimento possui temperatura e umidade ideal para estocagem.

Por exemplo, caso você estoque carne a uma temperatura inadequada, isso reduzirá o shelf-life do produto, impactando na qualidade da carne e aumentando o risco do descarte.

Otimizar a produção

Existem empresas que fornecem sensores para controle automático de temperatura e umidade de alimentos. Investir em soluções como essa garantem o ganho em produtividade e qualidade de processo.

O funcionário que teria a função de coletar manualmente esses dados poderá exercer outras atividades, e você ainda terá maior precisão dessas informações.

Fidelizar os clientes

A qualidade da sua matéria-prima influencia diretamente nas características do produto final. Quando o consumidor tem as expectativas cumpridas, há uma chance maior de que ele volte a consumir os seus produtos e até mesmo indicá-los para amigos e conhecidos, fidelizando um nicho de mercado e fortalecendo a sua marca.

Estar em conformidade com as legislações vigentes

Ao cumprir as normas e legislações alimentares em seu restaurante, você evitará custos relativos às multas e à perda de valor da sua marca, causados pela exposição negativa da não conformidade.

Além disso, poupará tempo e esforços exigidos de toda a sua equipe para restabelecer a confiança dos clientes.

Conseguiu perceber os benefícios para o seu negócio? Esperamos que as informações tenham ajudado a compreender o que é e qual a importância da segurança de alimentos! Aproveite e aprenda quais tipos de embalagens são permitidos pela Anvisa.

h

Lucas Almeida

Co-Fundador, Diretor de Marketing e Vendas

Engenheiro pela Poli-USP e especializado em Marketing e Administração pela ULV/CA.
Aqui na Nexxto minha missão é ajudar empresas a se tornarem mais eficientes e competitivas por meio da transformação digital.