4 dezembro 2017

A temperatura no ambiente de trabalho causa grande impacto na vida dos trabalhadores. Uma climatização adequada é de extrema importância, ajudando a prevenir a chamada ”Síndrome do Edifício Doente”.

Ambientes que normalmente ficam fechados e com ar-condicionado ligado, como escritórios e laboratórios, devem sempre receber atenção quanto ao conforto térmico dos funcionários. Caso isso não ocorra, poderá haver muitas reclamações e discussões, causando grande dor de cabeça para a empresa.

Pode parecer difícil determinar qual é a temperatura ideal, pois devido a fatores como a sensação térmica essa escolha tem um lado muito pessoal. Porém, existe uma padronização determinada pelo governo através de Normas Regulamentadoras. Falaremos sobre elas nesse artigo. Confira!

O que são normas regulamentadoras?

As chamadas NRs são determinações obrigatórias feitas pelo Ministério do Trabalho para garantir a segurança e a saúde do trabalhador. Elas padronizam e criam regras em relação a diversos aspectos de um ambiente laboral. Caso descumpridas, podem acarretar em punições para a empresa. Por isso, é sempre importante manter tudo dentro das normas estabelecidas.

Mas, afinal, o que as normas têm a dizer sobre o clima no trabalho? A NR-17 te dá a resposta!

O que é a NR-17 e o que ela diz sobre a temperatura no ambiente de trabalho?

A NR-17 trata das questões fisiológicas e psicológicas dos funcionários, estabelecendo parâmetros aos quais as empresas devem atender.

Sobre as condições ambientais, a NR-17 estipula que a temperatura deve ser mantida entre 20ºC e 23ºC, velocidade do ar em 0,75 m/s e umidade relativa mínima de 40%. Assim, as firmas devem decidir qual condição é a mais adequada para a função ali executada e para o bem-estar de seus funcionários.

Como escolher a temperatura ideal?

É necessário que os funcionários entrem em comum acordo sobre o clima mais confortável. Pode ser trabalhoso, mas como existem questões pessoais envolvidas, é necessária a existência de um acordo que contemple as necessidades de todos.

É também primordial que se contrate profissionais que possam fazer uma avaliação do local. Eles estarão aptos a decidir quais equipamentos e métodos devem ser utilizados para cada caso.

Isso varia pois os ambientes possuem diversos tamanhos, diferentes funções e são utilizados por pessoas distintas. Todos esses fatores serão levados em consideração para decidir como trazer conforto e segurança térmica.

Como manter a temperatura ideal?

Após adequar a temperatura do ambiente de trabalho às normas, a preocupação deve ser em como mantê-la. Pensando assim, é necessário um monitoramento firme e constante para que a empresa esteja com o ambiente sempre adequado.

Para isso, deve-se utilizar tecnologias como sensores de umidade e sensores de temperatura. Esses equipamentos proporcionam um monitoramento constante, seguro e automatizado. Além de eficientes, permitem um acompanhamento a distância, o que facilita muito para quem tem uma rotina atarefada e precisa poupar tempo.

Esses equipamentos são um investimento extremamente vantajoso para as empresas, já que proporcionam economia de energia e tempo, além de melhorar o desempenho dos funcionários que muitas vezes acabam estressados e doentes devido ao desconforto.

O controle de temperatura no ambiente de trabalho não é um capricho ou uma frescura. É um aspecto muito importante para a saúde dos funcionários e deve ser feito com cuidado e atenção para evitar punições para a empresa e proporcionar um ambiente adequado a todos que ali trabalham.

Esse post te ajudou? Então compartilhe nas redes sociais para que ele ajude ainda mais pessoas!

h

Lucas Almeida

Co-Fundador, Diretor de Marketing e Vendas

Engenheiro pela Poli-USP e especializado em Marketing e Administração pela ULV/CA.
Aqui na Nexxto minha missão é ajudar empresas a se tornarem mais eficientes e competitivas por meio da transformação digital.