29 julho 2019

Profissionais que atuam na farmácia hospitalar precisam lidar com variadas e sérias responsabilidades. Além de ficar de olho em todo o ciclo da assistência farmacêutica, também estão entre as atividades do farmacêutico responsável alguns detalhes como controle de qualidade ao longo da cadeia por onde medicamentos e outros insumos passam. 

Controlar o que e quanto comprar, checar prazos de vencimento e registrar o descarte dos medicamentos também fazem parte das responsabilidades de quem atua na farmácia hospitalar. Com tantas obrigações que exigem detalhismo e cuidado, é preciso saber aproveitar o tempo de trabalho de forma proativa e inteligente.  

Mudanças no dia a dia, algumas comportamentais, outras na estrutura de processos, podem colaborar para que a equipe se torne mais produtiva e o tempo seja melhor utilizado pelos profissionais do setor.  

Farmácia hospitalar: foco no trabalho 

Um trabalho que necessita de perfeccionismo precisa também de uma equipe focada nas atividades. Um bom gestor pode pensar em realizar treinamentos para a equipe incentivando essa consciência de produtividade, ainda mais no setor da saúde, em que tempo, mais do que dinheiro, é vida.  

Um dos atuais inimigos da produtividade é o uso excessivo das redes sociais.  Para se ter uma ideia, a Hootsuite e We Are Social divulgaram, em 2018, uma pesquisa que mostra que os brasileiros passam cerca de nove horas e 14 minutos na internet por dia, entre elas mais de três apenas nas redes sociais.  

Pensando nisso, é importante estudar alternativas para que os profissionais não saiam do foco,  como oferecer pausas durante o dia para que esses colaboradores possam ter alguns minutos de descontração e, assim, voltem para as atividades com mais motivação.  

Criação de metas  

Já pensou na importância da criação de metas? É uma forma de definir os objetivos de cada profissional, fazer com que todos caminhem na mesma direção, e ainda deixar mais claro a missão, a visão e os valores da empresa. No setor de saúde, isso também pode ser útil.  

Uma das metodologias mais comuns de criação de metas é a SMART, mas também é possível buscar alternativas mais específicas, como a Balanced ScoreCard (BSC), comum na área de saúde para planejamento estratégico de instituições que buscam alta performance.  

Alguns indicadores podem ser os primeiros a serem observados, já que podem trazer resultados positivos para outros pontos. Por exemplo, uma boa meta pode ser a redução de medicamento inutilizados. Para reduzir esse número, automaticamente é necessário um controle de estoque mais efetivo. Essa meta também impacta diretamente na economia da farmácia. 

Outra meta bastante útil é estabelecer um número de treinamentos pelos quais os colaboradores devem passar. Com mais conhecimento, todos buscam por processos otimizados e melhoram a forma de trabalhar. Redução de falta de medicamentos e aumento da satisfação dos pacientes são outros exemplos de dados que podem ser averiguados. 

Manutenção preventiva  

Diferentes equipamentos fazem diferença no dia a dia de quem trabalha no setor, mas, ao mesmo tempo em que máquinas servem como ótimo suporte, elas também podem apresentar falhas que resultam em perda de tempo e, também, de materiais.  

Gestores que atuam em uma farmácia hospitalar precisam levar a sério os prazos de manutenção de equipamentos. Por mais óbvio que isso pareça, precisa ser relembrado. Manutenções periódicas permitem que possíveis problemas sejam percebidos com antecedência e, assim, garantem que o trabalho não precise ser parado quando isso não é esperado.  

Tecnologia  

Falando em equipamentos, a tecnologia no setor também pode atuar como grande impulsionadora da produtividade. Aliás, é assim que é feita a transformação digital: inserção de tecnologia nos processos alinhada a mudanças na cultura organizacional.

Prontuários online 

Segundo o TIC Saúde de 2016, apenas 12% das instituições de saúde públicas e privadas colocam os dados dos pacientes em um prontuário online. Com esse tipo de solução,  é possível tornar as informações do paciente “universais”. Ou seja, caso o médico precise consultar o histórico fora do consultório, por exemplo, isso se torna rápido e fácil. 

Relatórios otimizados 

Com o apoio da tecnologia, diferentes relatórios podem ser feitos em apenas alguns minutos. Sistemas reúnem dados e oferecem a opção de reuní-los de acordo com o tipo de informação necessária, período específico de análise, entre outras informações. No lugar de deixar um funcionário alocado para passar horas reunindo as informações de planilhas, ele pode focar em atividades que realmente precisam de sua presença. 

Integração de sistemas 

Muitas das novas soluções oferecidas por empresas de tecnologia permitem integração de informações também com outros sistemas, incluindo alguns do governo. Assim, fica mais fácil encaminhar relatórios e documentos, como inventários que devem ser direcionado para a Anvisa ou até mesmo emitir notas fiscais. 

Redução de desperdício 

Uma das grandes preocupações do setor é relacionada ao desperdício de medicamentos. Segundo a  Agência Reguladora de Medicamentos e Produtos para a Saúde do Reino Unido, 43% das perdas de medicamentos têm relação com falhas nas condições de armazenamento.

Por isso, profissionais ficam responsáveis por checar os níveis de temperatura e umidade de locais nos quais estão armazenados medicamentos termolábeis. Imagine o tempo que pode ser economizado se, no lugar de um pessoa, um equipamento realizar o monitoramento.  

Com uma solução de monitoramento 24 horas, os dados ficam registrados e farmacêuticos e enfermeiros não precisam perder tempo preenchendo planilhas. Ao mesmo tempo, segurança e eficiência operacional ficam garantidas.  

Nexxto: solução que otimiza tempo na farmácia hospitalar  

Um exemplo de solução que realiza o monitoramento de temperatura e umidade é a Nexxto. Além da redução de horas utilizadas por funcionários para essa atividade, o sistema também contribui na preparação de relatórios completos. 

Acreditamos que a Nexxto é a solução ideal para otimizar o gerenciamento de medicamentos. Quer saber mais? Clique aqui.  

h

Lucas Almeida

Co-Fundador, Diretor de Marketing e Vendas

Engenheiro pela Poli-USP e especializado em Marketing e Administração pela ULV/CA.
Aqui na Nexxto minha missão é ajudar empresas a se tornarem mais eficientes e competitivas por meio da transformação digital.